Arquivo da tag: aleatorio

Espelho Torto

10.10.2013

O espelho torto me encarava. Eu despida olhava a imagem refletida nele. Os olhos pareciam nunca piscar. O espelho torto distorcia a imagem.

Os lábios semi-abertos (e a pontinha do dente aparecia, semelhante a um coelho), as mãos inquietas com os esmaltes gastos, a espinha indesejável que surgiu, as manchinhas na pele, a barriga magra (mas não mais tão magra), os buracos que se formam em suas costelas, os ossos saltados e o cabelo longo e indeciso.

Tudo isso estava distorcido. Na verdade, tudo isso parecia errado. Parecia estranho.

O espelho torto não distorcia a imagem; ele a recriava. A distorção, o torto, não era o espelho; era o reflexo.

As sobrancelhas se erguiam, a face fazia caretas e tentava não esboçar espanto. O corpo molhado, recém saído do banho, não apresentava mudanças (talvez só o cabelo, mais escuro e mais longo, e a face mais clara).

A água refletia a luz e o espelho torto. A toalha enrolada parecia querer esconder o diferente. A cara lavada parecia natural a isso.

Mas tudo continuava igual: os ossos saltados, as manchas na pele, os buracos nas costelas.

E o espelho torto parecia rir, enquanto observava a cena. Os dentes de coelho sorriam também.

Anúncios

De Todos Os Loucos do Mundo

Eu escolhi você. É, a Clarice Falcão fala isso. E eu concordo. Você é louco. Meu louco. Que me faz rir com as coisas mais bobas (quantos trocadilhos mal feitos que me fizeram chorar de rir? Quantas piadas ruins que eu amo?), me faz sorrir só de falar com você, faz meu olho brilhar ao ouvir seu nome. Das coisas que gostamos em comum, e como nos divertimos falando sobre elas. E das coisas que discordamos, e como eu dou risada discutindo sobre isso. E das coisas que não sabemos e descobrimos juntos – parece uma nova descoberta da América. Assim como descobrir você. Assim como descobrir o amor. É, você. Meu louco.

Nossa loucura. Nossas brincadeiras bobas, nossas piadas internas, nossos sorrisos, nossos abraços. Nossa loucura. Todas as vezes que você fala como eu estou bonita, como você gosta do meu cabelo (acho que é por isso que eu não corto…), como eu sou estranha, como eu sou idiota. Mas deixando claro que você também é. E somos juntos. E rimos juntos, e nos xingamos juntos, e rimos juntos. Somos loucos juntos.

Somos bobos, somos felizes. Somos loucos. Somos.

tumblr_mfefuwWWGR1qb5t88o1_r1_500